Projetos arquitetônicos hospitalares valorizam o uso do vidro

Juliana

, HealthArq
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O vidro se destaca na fachada de edifícios comerciais, por meio de novo conceito de arquitetura, que além da beleza, alia desempenho. Mais recentemente e num crescimento acelerado, outro segmento vem se beneficiando deste conceito: o de hospitais.

Segundo Claudia Mitne, arquiteta e gerente de marketing da GlassecViracon, principal empresa beneficiadora de vidro do Brasil e que tem entre seus clientes grandes complexos hospitalares, este crescimento se justifica pelo alinhamento entre as soluções oferecidas pelo vidro às necessidades do setor.
Para ela, a busca por excelência no atendimento ao paciente tem apoio na infraestrutura oferecida, sendo a segurança e o conforto acústico e térmico de extrema importância neste contexto.
Se para o paciente é possível isolar a poluição sonora e o calor externo, para o empreendedor hospitalar agrega-se ainda fatores econômicos sustentáveis, com a redução de gastos com o aproveitamento da energia solar, gerando iluminação natural e melhor resfriamento do edifício.
Por isso, não apenas as novas construções estão priorizando o uso do vidro em sua fachada, como os antigos hospitais que investem em retrofit, e atualização de suas instalações, estão utilizando o vidro dentro de suas novas composições.
Dentre alguns dos exemplos em que a GlassecViracon ofereceu suas soluções em vidro, estão: o Hospital Israelita Albert Einstein (nas unidades do Morumbi e Perdizes), Hospital Sírio Libanês, Hospital e Maternidade São Camilo, Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Hospital Santa Catarina, Hospital São Luis (Anália Franco), e novo complexo do Hospital GRAAC, cuja obra em andamento destacamos a seguir.
No ambiente de saúde
Um dos hospitais de referência da América Latina no tratamento do câncer infantil, o GRAAC, fundado pelo médico Dr. Sérgio Petrilli, superintendente do grupo, iniciou em 2011 uma ampla obra de expansão de sua infraestrutura de atendimento, projeto do escritório de arquitetura, Aflalo & Gasperini, em que a GlassecViracon participa no desenvolvimento de uma solução diferenciada, aliando funcionalidade e design.
Com previsão de entrega de sua primeira fase em dezembro de 2012 – uma unidade de seis andares e dois subsolos – e de todo o projeto até o final de 2015, o Hospital contará com 100% de fachada em vidro.
Ao receber o convite para a participação na obra, a GlassecViracon acabou abraçando a causa, intermediando o fornecimento da matéria prima com a Cebrace – que cedeu o vidro, e com a DuPont – que concedeu o PVB intercalador, a partir da qual a GlassecViracon desenvolveu toda a especificação e a transformação do vidro, a preço de custo.
Estimado em R$ 100 milhões, o empreendimento compreende 16 mil m² de área construída, do qual 3 mil m² será composto do vidro de controle solar verde, de alta performance térmica e acústica.