Polo da Saúde no Ceará apresenta projeto de âncora e promessa de redução no preço de remédios

Juliana

, HealthArq
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A unidade da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) no Ceará foi apresentado ao Comitê Gestor do Polo Industrial e Tecnológico da Saúde (PITS). O empreendimento será implantado no município de Eusébio, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

O projeto básico e o executivo estão sendo elaborados pelo escritório cearense de arquitetura Architetus. Neles estão previstos um prédio de gestão e ensino, de pesquisa  e mai um prédio de infraestrutura. As construções ocuparão 30 mil m² de uma área total urbanizada de 40 mil m².

O Polo Industrial e Tecnológico da Saúde é pioneiro no Nordeste e tem como objetivo principal desenvolver o setor farmoquímico do Ceará, além de promover a integração entre academia e indústria.

O secretário da Saúde do Estado, Arruda Bastos afirma que com o empreendimento, avançarão na área do ensino, pesquisa, além de atrair empresas da área de saúde.

Custo no valor dos remédios

A expectativa é que algumas fábricas ligadas a Fiocruz, possam iniciar a produção de vacinas no PITS.  Ele explica que a produção de vacinas, medicamentos e insumos no polo industrial, terá um custo bem menor no valor dos remédios, já que boa parte da produção nacional vem do exterior.
A unidade da Fiocruz está orçada em R$ 140 milhões em obras e equipamentos. A ideia é licitar as obras de infraestrutura até setembro, para abertura do canteiro em janeiro de 2013.

O projeto executivo deve ficar pronto em dezembro de 2012, com início das obras no início do segundo semestre de 2013. Com prazo de construção de 24 meses, a unidade da Fiocruz estará concluída em meados de 2015.

De acordo com Arruda Bastos, que é membro do Comitê Gestor do Polo Industrial e Tecnológico da Saúde a Fiocruz não trará avanços somente na área da saúde, vai contribuir com a geração de renda e de centenas de empregos no Ceará.

A consolidação do Polo Industrial e Tecnológico da Saúde começou com o processo de negociação para implantação da unidade da Fiocruz no Ceará, iniciado com a Secretaria da Saúde do Estado, em 2007.

Serão três empresas âncoras do Polo Industrial: Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), CTI Renato Archer (vinculado ao Ministério da Ciência e Tecnologia) e Isofarma. A área institucional tem cerca de 25 hectares e as áreas restantes serão ocupadas por novos empreendimentos.