Mesmo com cortes, Unifap garante andamento do Hospital Universitário

Juliana

, Arquitetura

A Universidade Federal do Amapá (Unifap) garantiu a reserva de recursos e permanência dos prazos para início da construção do Hospital Universitário, estima atender cerca de mil pessoas por dia em Macapá a partir de 2019.

A informação sobre os recursos, que giram em torno de R$ 180 milhões, foi confirmada pela vice-reitora da instituição, Adelma Barros. Ela explicou que cerca de R$ 81 milhões foram autorizados pelo Ministério da Educação (MEC) e os outros R$ 100 milhões ao longo das obras foram garantidos pela bancada federal.

Com o recurso, a vice-reitora adiantou que estão sendo fechados os procedimentos para licitação, que devem garantir o início da construção até o fim de 2016. O hospital vai ser instalado em uma área total de 42 mil metros quadrados localizada no entorno do estádio Zerão, na Zona Sul da capital.

“Com a garantia dessa verba temos essa certeza que o nosso hospital será uma realidade. Chegou-se a temer, por conta dessa crise, que o hospital não virá a se concretizar. Já estamos com nossos projetos praticamente prontos, e estão adequados e bastante atuais”, revelou Adelma Barros sobre a construção, que será para média e alta complexidade.

A previsão é que 800 profissionais atuem no hospital entre médicos, enfermeiros e corpo técnico. Na primeira etapa os atendimentos de alta complexidade serão de nefrologia e ortopedia. Ao final da segunda etapa, serão ofertadas consultas e procedimentos em otorrinolaringologia, cardiologia, entre outros.

Quando a obra estiver em fase de conclusão, a universidade vai promover concurso público para contratar os profissionais que irão integrar a equipe da saúde. O HU servirá de laboratório não somente para os cursos de medicina, enfermagem, fisioterapia e psicologia, mas também para outras áreas como educação física, administração e pedagogia.

A área de ensino dentro do hospital será de responsabilidade da Unifap, enquanto que a gerência do local será da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), encarregada pela administração de hospitais universitários federais.