Hospital de Câncer de Barretos inaugura Centro de Pesquisa Molecular

Referência no tratamento de oncologia, o Hospital de Câncer de Barretos comemora 55 anos com a inauguração de um grande projeto: o Centro de Pesquisa Molecular em Prevenção de Câncer. O prédio, localizado na cidade de Barretos, hospedará o primeiro biotério da entidade, uma área que permitirá testar a ação tumorigênica da exposição a fatores ambientais e ocupacionais, além de novos medicamentos em modelos animais, antes do tratamento com pacientes.

“Algumas medicações são eficazes em estudos pré-clínicos, mas não apresentam os mesmos resultados em seres vivos. Por isso, essa análise é importante e ajuda significativamente na qualidade de vida do paciente”, afirma Rui Manuel Reis, diretor científico do Instituto de Ensino e Pesquisa do HCB.

O projeto só foi possível graças à parceria com o Ministério Público do Trabalho de Campinas, que destinou cerca de R$ 70 milhões ao Hospital de Câncer de Barretos, contemplando pesquisa, prevenção, tratamento e educação em oncologia.

O Centro de Pesquisa possui três andares, preparados com equipamentos modernos e tecnologia avançada para realização de pesquisa nos mais diferentes campos da oncologia molecular, como genômica, por exemplo, que analisa o DNA do tumor dos pacientes, e estudos de funcionamento anormal e agressivo das células tumorais. O prédio abrigará ainda uma extensão do maior banco de amostras de tumores da América Latina, que, hoje, reúne cerca de 180.000 amostras, e terá capacidade para duplicar o seu acervo.

Segundo o diretor científico do Instituto, esse é o único centro de pesquisa do Brasil focado na prevenção do câncer, com ênfase em câncer ocupacional. “Essa estrutura vai alavancar a capacitação dos alunos de pós-graduação, pesquisadores e médicos, que terão mais possibilidades de desenvolver estudos inovadores e, consequentemente, promover a melhoria na qualidade do diagnóstico e tratamento, salvando milhares de vidas no final do processo”.

O novo centro começará suas atividades com as seguintes linhas de pesquisa: Fatores Ambientais e Ocupacionais do Câncer; Prevenção e Detecção Precoce do Câncer; Estudos Oncológicos Pré-Clínicos; Biologia e Terapia do Câncer; Genômica do Câncer; Papilomavírus humano e Câncer; Biologia dos Tumores Pediátrico; e Câncer Hereditário.

“Estamos prevendo uma equipe de aproximadamente 200 pessoas, formada por profissionais de diferentes áreas de atuação (biólogos, biomédicos, farmacêuticos, bioinformatas, epidemiologistas, veterinários e médicos), para oferecer apoio na iniciação científica de alunos de graduação e pós-graduação, com ênfase no Programa de Pós-Graduação em Oncologia Molecular do HCB, que confere o título de mestrado e doutor em oncologia”, finalizou.

Deixe uma resposta