Governo destina R$ 8,7 milhões para creches e hospitais em Minas Gerais

Juliana

, Infraestrutura

Verba será usada para construção de novas unidades de educação e compra de equipamentos de saúde. Para prefeito, resposta rápida do Governo do Brasil dá “segurança” à operação e ao auxílio de vítimas e familiares

Por determinação do presidente da República, Michel Temer, o governo destinará R$ 8,7 milhões para obras e melhoramentos em educação e saúde após a tragédia na cidade de Janaúba (MG). Parte da verba será usada na construção de creches, enquanto outra parte será usada para melhorar equipamentos de hospitais e reembolsar os gastos da prefeitura mineira com o atendimento dos feridos na tragédia da semana passada.

De acordo com o Ministério da Saúde, haverá a destinação de R$ 2 milhões para o Hospital de Pronto Socorro João XXIII, unidade que recebeu boa parte dos feridos. Ele é referência no tratamento de queimados em Belo Horizonte (MG). Outros R$ 2 milhões irão para a Santa Casa de Montes Claros. Com a verba, as unidades poderão comprar equipamentos e medicamentos para tratamentos.

Com os R$ 3,7 milhões liberados pelo Ministério da Educação, a prefeitura de Janaúba vai concluir a obra de uma creche, construir outra unidade e também uma quadra poliesportiva. “Ter essa segurança, na condição de prefeito, nos dá uma tranquilidade para a gente retornar a Janaúba e cuidar do operacional e, principalmente, do atendimento às vitimas e seus familiares”, disse o prefeito da cidade, Carlos Isaildon Mendes.

Poder público

Junto com integrantes da bancada federal de Minas Gerais e os ministros da Educação, Mendonça Filho, e da Saúde, Ricardo Barros, o prefeito de Janaúba participou de uma reunião com Michel Temer no Palácio do Planalto. Mendes elogiou a rápida resposta do poder público federal à tragédia, assim como a solidariedade de autoridades e empresários que se colocaram para ajudar com as providências operacionais.

Segundo ele, isso mostra o “gigantismo” dessas pessoas e ameniza o sofrimento dos envolvidos no ocorrido. Na última quinta-feira (5), um incêndio causado por um vigia no Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente deixou 11 pessoas mortas – nove crianças, a professora Heley de Abreu Batista e o autor do ataque.

Após encontro, o ministro da Educação avaliou de forma positiva a decisão do governo e definiu as medidas como concretas. “Gesto na área da educação é ampliação do atendimento à educação infantil, protegendo e cuidando melhor das crianças de Janaúba”, disse.