Governador do Amazonas anuncia reforma de hospital e centro de oncologia de Manaus

Em cumprimento à agenda de visitas nas áreas de infraestrutura e saúde na capital amazonense, o governador do Amazonas, José Melo, acompanhou, no dia 7 de abril, o andamento das obras do Centro de Nefrologia da Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), onde também assegurou a reforma do hospital, e da Fundação de Centro de Controle de Oncologia (FCecon).

O novo Centro de Nefrologia da FHAJ vai garantir mais qualidade no atendimento dos pacientes renais. Para a obra foram destinados recursos do Fundo de Promoção Social (FPS), que tem como presidente de honra, a primeira dama do Estado, Edilene Gomes de Oliveira. Ao todo, a FHAJ conta com R$5,5 milhões para a reforma e ampliação do Centro de Nefrologia e aquisição de equipamentos entre tomógrafos, Raio X, ultrassom, desfibriladores, entre outros. Esse valor integra o pacote de R$ 21,5 milhões, destacados no ano passado para o setor saúde para a compra de equipamentos, medicamentos, reformas e ampliação de serviços em várias unidades do Estado.

FCecon

Ainda na agenda de visitas, o governador José Melo esteve na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Amazonas (FCecon), onde fiscalizou o andamento as obras da estrutura (casamata) que receberá o novo acelerador linear, enviado pelo Ministério da Saúde ainda no primeiro semestre de 2017.

Para dar andamento à construção, Melo se comprometeu a terminar a obra com recursos do Estado, mesmo se tratando de um compromisso do Governo Federal, o que vai garantir que o acelerador entre em funcionamento o mais breve possível. Na ocasião, o governador também garantiu que em 60 dias irá dar início à construção do novo centro de oncologia, que ficará situado ao lado da sede da Fundação, funcionando como um anexo. A nova estrutura terá três andares para a realização de procedimentos de pequena e média complexidades, além de 40 leitos dedicados exclusivamente ao tratamento de quimioterapia. Os investimentos estimados são de R$ 15 milhões.

“A nossa meta é que até dezembro deste ano, a FCecon seja o maior hospital em tratamento do câncer na região Norte, não perdendo em infraestrutura e qualidade para nenhuma unidade do País”, afirmou o governador.

Por meio do Fundo de Promoção Social (FPS), foram destinados R$ 3,1 milhões à FCecon em 2016, utilizados na humanização do atendimento e na compra de equipamentos, dentre os quais tomógrafos, fonte de cobalto para o Acelerador Linear, pistolas para biópsia de mama, e equipamento para biopsia de colo de útero, videobroncoscopia, videogastrocópio, poltronas, aparelhos de ar-condicionado e carrinho de anestesia.

Deixe uma resposta