Construção de Hospital de Três Lagoas custará mais R$ 3,4 milhões

Juliana

, Construção

Firmado em março deste ano, o contrato para construção do Hospital Universitário de Três Lagoas recebeu seu primeiro aditivo de valores, equivalente a R$ 3,4 milhões. O aditivo foi divulgado nesta segunda-feira (23), em extrato assinado pelo presidente da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), Emerson Antonio Marques Pereira.

Com o aditivo, a empresa Sial Engenharia, com sede em Curitiba, deverá receber R$ 59,8 milhões pela construção do Hospital. O valor inicial do contrato assinado em março era de R$ 56,4 milhões. A contratualização tem vigência até 2019, porém o governo alega que a obra terá prazos “exequíveis”.

O Hospital Universitário de Três Lagoas deve atender toda a região do Bolsão, incluindo as cidades de Água Clara, Bataguassu, Brasilândia, Selvíria e Santa Rita do Pardo. São 138 leitos que devem ser distribuídos por todo o complexo hospitalar.

Com a construção da obra, esperada desde 2014, a rede hospitalar de Campo Grande também deve desafogar, uma vez que o número de pacientes encaminhados dos municípios do interior à capital deve diminuir.

Do total de investimentos na construção do complexo, R$ 34 milhões vieram de recursos do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento). O hospital será construído em um terreno doado a Três Lagoas pelo empresário Magid Thome Filho, no Distrito Industrial.