Arquiteto cita importância da arquitetura e design nos espaços de saúde

Juliana

, HealthArq
Imagem: Divulgação/Web

Imagem: Divulgação/Web

O arquiteto Eliton Brandão, disse nesta semana, em evento em Cuiabá (MT)  que arquitetura e design não representam custos, mas investimentos. Ele citou exemplo de cliente do setor da saúde que contratou o serviço e percebeu as melhorias.

Segundo ele, as pessoas começaram a entender que contratar um arquiteto e/ou um designer, seja para sua casa ou para seu empreendimento, não encarece o serviço. Ao contrário, barateia. Além, naturalmente, de evitar que o resultado se transforme em uma colcha de retalhos.

Brandão citou  que um profissional dentista de Brasília, onde reside, que somente contratou seu serviço após ouvir sugestões de várias pessoas de “bom-gosto” para promover mudanças em sua clínica.

Conforme o arquiteto, após a intervenção dele, o dentista o revelou que seus pacientes lhe disseram que a clínica era feia e suja. Frequentavam-na não por causa da estética, mas porque conheciam o seu trabalho como profissional.

Ele acrescentou que enquanto o leigo enxerga apenas questões particulares – um quadro, uma luminária ou uma cadeira – o profissional (arquiteto ou designer) tem a concepção do geral, fazendo uma intervenção coordenada e organizada.

Além de arquiteto e urbanista, formado pela Universidade de Brasília (UnB), Eliton Brandão é especializado em iluminação em Milão, Madri e Nova York. Entre seus projetos de destaque, fez a iluminação da “Sala de Ministros” da presidência da República. Atualmente é o coordenador do curso de Design de Interiores do IESB (Instituto de Ensino Superior de Brasília).